fone3

REIKI

É a energia natural, harmônica e essencial de todo o ser vivente. É a dádiva da Luz às criaturas vivas. Reiki é a energia vital (KI), direcionada e mantida pela sabedoria universal (REI).

 SIGNIFICADO

"REI" é a Sabedoria Universal, a origem, Deus, a Deusa, o Criador, Aquele que É, a Chama, Buda, Brahma, a Ordem Natural, o Todo, Tupã, a Energia. Cada civilização, cada cultura, em seu tempo e costume conheceu ou conhece por um nome diferente.

"KI" significa Energia Vital. Os hindus chamam de Prana, os chineses de Chi, os egípcios de Ka, os gregos de Pneuma, os judeus de Nefash, os Karunas da polinésia chamam de Mana, os russos de Bioenergia, os alquimistas de Fluido da Vida e os cristãos chamam de Luz ou Espírito Santo.

 sistemareiki

HISTÓRIA

As origens se perdem no tempo, muito do conhecimento e do caminho percorrido pelo REIKI foram passados oralmente de mestre para discípulo, e com eles se foram.  

mikao  chujiro  hawayo
 Mikao Usui  Chujiro Hayashi  Hawayo Takata

MIKAO USUI
No final do século XIX, Mikao Usui, um monge japonês e estudioso das religiões, procurava respostas sobre o método de cura que Jesus e Buda usavam em seu tempo. Percorreu parte da China e Índia nesta busca, (algumas versões falam que chegou a ir para os Estados Unidos), mas foi no próprio Japão, em um monastério budista, que achou a resposta em pergaminhos escritos em sânscrito por um monge. Nestas escrituras, Usui tomou contato com a técnica do Reiki, passando longos anos estudando-a, porém uma coisa era conhecer a técnica, outra era saber como ativar a energia necessária à aplicação da técnica. Usui decidiu meditar e jejuar como os antigos e subiu o monte Koryama no Japão, passando 21 dias em meditação e, para contar o tempo, colheu 21 pedras que descartava ao final de cada dia. Na manhã do vigésimo primeiro dia, viu luzes que o atingiram no chakra do terceiro olho e visualizou a formação dos símbolos do Reiki através das luzes. Ficou inconsciente e, ao despertar sentiu-se revigorado apesar dos dias que passou em jejum. Este foi o primeiro sinal que percebeu de que havia conseguido ativar a energia. Ao descer do monte, feriu um dos dedos do pé e instintivamente colocou a mão sobre, o machucado, curando-se. Este foi o segundo sinal. No pé da montanha, entrou em uma casa que servia refeições para peregrinos e fez uma refeição normal, mesmo tendo passado 21 dias em jejum à base de água, e não se sentiu mal. Este foi o terceiro sinal. Chegando ao mosteiro soube que seu amigo e mestre do monastério, havia sido atacado por uma crise de artrite, foi visitá-lo e aplicou a imposição de mãos, curando-o da crise. Este foi o quinto sinal de que havia conseguido ativar a energia, e a chamou de Reiki.
Nesta época, no Japão, as pessoas doentes ou debilitadas, viviam juntas em uma determinada região e eram mantidas com a ajuda do resto da população. Usui instalou-se numa destas regiões, e passou a aplicar e ensinar a técnica gratuitamente. Percebeu que algumas pessoas se curavam e mesmo assim voltavam à vida de pedintes que estavam acostumadas, enquanto outras prosseguiam em seu caminho. Então concluiu que curar o corpo é apenas uma parte do processo, e que a cura total só ocorre, quando a energia atinge a mente, o corpo e o espírito, restabelecendo o equilíbrio e a harmonia.
Mikao Usui era adepto da escola Tendai, o budismo tântrico japonês, uma escola cuja base é o estudo de símbolos e praticante de Ko-fo, a arte iogue da respiração e da meditação para controlar as energias básicas do corpo e do que o envolve. Morreu por volta de 1930, seus poucos discípulos passaram a difundir a técnica seletamente no Japão, que só chegou ao Ocidente através de uma havaiana chamada Hawayo Takata (1900-1980) que se submeteu a um tratamento de Reiki, devido a graves problemas de saúde.
Depois de curar, a sra Takata passou alguns anos no Japão para aprender a técnica com Chujiro Hayashi, um dos discípulos de Usui, (1878-1941), médico oficial da marinha japonesa que sistematizou o Reiki para uso clínico. Em sua clínica em Tóquio, Hayashi passou a usar várias pessoas canalizando o Reiki para um só paciente, pois considerava que assim a energia era potencializada. Desenvolveu também o sistema de níveis para o recebimento das sintonizações e dos símbolos, que eram trocados pela prestação de serviços dos adeptos no atendimento aos pacientes da clínica. Chujiro Hayashi é considerado o sistematizador do Reiki, pois organizou e sistematizou o método descoberto por Mikao Usui.
Esta história é contada pelos mestres que a receberam da Sra. Takata, inclusive de que Mikao Usui era cristão, estudioso das religiões, e diretor da Universidade de Doshisha em Kyoto no Japão, porém pesquisas recentes nos dão conta de que, em alguns aspectos, esta versão foi ocidentalizada para que a técnica do Reiki fosse melhor aceita nos Estados Unidos e Europa. Se pensarmos no mapa político mundial na época em que a Sra. Takata trouxe a técnica do Reiki para o ocidente, ou seja, após a primeira guerra mundial (1914-1918).